• Best Border Collie

Qual o tempo de vida do Border Collie?

O tempo de vida do Border Collie varia entre 10 a 14 anos, com uma média de 12 anos de idade. Saiba como é possível prolongar


Uma das partes mais difíceis de ter um animal de estimação é saber que, em algum momento, chegará a hora de se despedir. Por isso, estar preparado e se informar sobre sua expectativa de vida é uma forma de tentar controlar indiretamente este período, aproveitando ao máximo a oportunidade que tem de partilharem esta existência juntas e se divertirem.


Quando se trata dos border collies não é diferente. E, diante deste cenário, vamos lhe explicar de uma maneira dinâmica quanto tempo você tem ao lado do seu pet e como estabelecer estratégias para dar qualidade de vida a ele durante este processo. Confira.



O estilo de vida como influenciador da longevidade



No passado, os border collies tinham uma longa história como cães de trabalho versáteis, quando pastoreavam o gado e cuidavam de diferentes tarefas para os nossos antepassados. No entanto, com a modernidade e a chegada de um mundo mais contemporâneo, eles se transformaram nos melhores amigos do homem e tiveram que readaptar seus estilos de vida.


De fato, a maioria das pessoas não tem colinas com gado e ovelhas para os border collies gastarem energia. Por essa razão, é importante que o tutor encontre outras saídas para que o seu pet possa se exercitar e, dessa forma, se mantenha saudável por muito mais tempo.



O tempo de vida de um border collie



A expectativa média de vida de um border collie é de 10 a 14 anos, com uma média de 12 anos de idade. Contudo, há alguns casos surpreendentes de bichinhos que chegam a sobreviver por até 17, o que é um marco para a raça.


Ainda assim, apesar de ter uma longevidade considerada boa, as condições de saúde podem afetar esta estimativa. Há alguns que podem sofrer com condições como a displasia do quadril, hipotireoidismo, epilepsia e outros fatores que, quando são problemas genéticos, podem ser identificados precocemente por um profissional e tratado.


Por isso, fique atento porque muitos dos problemas de saúde de um border collie decorrem de fatores hereditários. Então, examine seu histórico médico familiar e observe, até mesmo, quanto tempo os membros da família viveram e de que morreram. Isso pode ser um bom indicativo para saber como o seu cão vai se portar nos próximos anos.




Prolongando o tempo juntos



Para ter uma vida longa e mais saudável, é importante que você cuide da dieta do seu bichinho, evitando dar alimentos que causem problemas de saúde ou que não façam parte de uma dieta. Invista em proteínas magras, vegetais e até frutas, mas consulte o veterinário antes sobre o que deve ou não oferecer.


Outra dica importante é evitar o uso de produtos químicos muito fortes na casa, já que os border collies são muito curiosos e colocam o focinho em todos os cantos da casa – o que pode levar a uma intoxicação.


Ademais, invista em exercício. Muito exercício. Esta raça tem muita energia reprimida e, quando não trabalhada, isso pode deixar o cão frustrado, estressado e até com traços deprimidos. Isso, por sua vez, pode ativar um comportamento destrutivo ou deflagrar problemas fisiológicos. Então, coloque seu pet para treinar!



Conte com ajuda!



Não importa há quanto tempo eles fazem parte da sua família, os border collies proporcionam alegria, lealdade e companheirismo. Por isso, retribua dando a eles a melhor qualidade de vida possível e, claro, também dedique muito amor.


Sou um criador desta raça há 22 anos e, por isso, tenho propriedade para dizer que você tomará a melhor decisão ao adotar um filhote como este. Entre em contato por WhatsApp para saber mais!




WhatsApp-icone.png